Aposentadoria Especial: Quem trabalha em frigorífico pode ter direito a este benefício?

Na matéria de hoje vamos explicar o que é aposentadoria especial e vamos tratar também de um outro assunto muito importante e pouco falado nas mídias, as pessoas que trabalham em frigorífico tem direito a aposentadoria especial?

Continue conosco e fique por dentro do assunto. 

O que é Aposentadoria especial? 

Este benefício é concedido para o trabalhador que exerce sua profissão exposto a agentes nocivos, causando algum prejuízo à saúde e integridade física ao longo do tempo. 

O que é profissão insalubre?

A insalubridade está ligada diretamente ao Direito do Trabalho, uma profissão considerada insalubre é quando há exposição do funcionário ligado a fatores de risco e nocivos à saúde, por exemplo: 

  • Calor excessivo;
  • Ruído;
  • Contato ou exposição a produtos químicos;
  • Outros agentes físicos e biológicos. 

Para você requerer este benefício é necessário comprovar a exposição a agentes nocivos. 

Uma vez que houver a comprovação, os trabalhadores que trabalham de carteira assinada, trabalhadores avulsos ou autônomos, podem requerer tal benefício. 

Qual a vantagem da aposentadoria especial? 

Este benefício garante que o trabalhador se aposente com menos tempo trabalhado do que o normal. 

Lembrando que o profissional precisa comprovar tal exposição durante o período trabalhado de forma insalubre. 

Pessoas que trabalham em frigoríficos têm direito a aposentadoria especial? 

As pessoas que trabalham neste ramo estão sempre expostas a temperaturas anormais e oscilantes e é por isso que eles têm direito a aposentadoria especial. 

Quem trabalha em frigorífico também está exposto a ruídos, além de estar em contato com agente biológico e isto é levado em consideração  e ajuda muito para requerer o benefício, pois este fator reforça ainda mais a insalubridade do ambiente de trabalho. 

Quais são as exigências para requerer a aposentadoria especial? 

Como qualquer profissão que se encaixa na aposentadoria especial, o INSS exige alguns requisitos. 

A documentação mais importante que deve ser entregue com outros papéis é o PPP, “ Perfil Profissiográfico Previdenciário”, este documento é um relatório e neste relatório estará a descrição do cargo, dos agentes nocivos que o trabalhador esteve exposto no período que trabalhou em tal função. 

O PPP é emitido pela própria empresa ao qual o cidadão prestou serviço, ela é obrigada a fornecer este documento. 

Aconselhamos a procurar um advogado que consiga te orientar para que você não tenha dores de cabeça no futuro.

Qual o tempo mínimo de contribuição para requerer este benefício? 

O tempo mínimo de contribuição é de 25 anos, mas lembrando que é necessário comprovar todos esses anos que esteve exposto a agente nocivo e é necessário uma série de documentos. 

Este benefício é muito vantajoso, desde que se comprove os requisitos básicos para a sua validação.

Pois, o INSS pode não reconhecer que a sua profissão seja insalubre e com isso você terá dores de cabeça no futuro. 

Dica Extra do Jornal Contábil: Compreenda e realize os procedimentos do INSS para usufruir dos benefícios da previdência social. 

Já pensou você saber tudo sobre o INSS desde os afastamentos até a solicitação da aposentadoria, e o melhor, tudo isso em apenas um final de semana? Uma alternativa rápida e eficaz é o curso INSS na prática

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que você precisa saber para dominar as regras do INSS, procedimentos e normas de como levantar informações e solicitar benefícios para você ou qualquer pessoa que precise. 

Não perca tempo, clique aqui e domine tudo sobre o INSS.

Por: Laís Oliveira.