Quem são os perennials e por que tê-los em sua empresa?

Você já ouviu falar nos perennials? O termo pode não ser tão comum, mas seu sufixo é familiar, lembrando diretamente a geração chamada de millennials. Porém, perennials e millennials são bem diferentes, uma vez que os primeiros ignoram a noção de gerações que possuem a mesma idade e os mesmos interesses.

Em outras palavras, os perennials propõem uma nova forma de segmentar a sociedade, baseando-se na ideia de que as pessoas são diferentes entre si e muito complexas e, por isso, podem se identificar ao mesmo tempo com características de várias gerações, não apenas uma. 

Em termos práticos, essa ideia tem grande impacto no comportamento social e de consumo, assim como nas estratégias para o mercado de trabalho. Além disso, esses profissionais, que ao mesmo tempo são experientes e modernos, agregam diversidade à empresa, além de ajudar a criar um modelo organizacional atemporal. 

Para compreender um pouco mais como os perennials são uma força de trabalho essencial para o mercado de trabalho, confira as informações do artigo abaixo. Nele você confere como a contratação desses profissionais pode ser vantajosa para o seu empreendimento e para a diversidade de suas equipes.

Continue a leitura!

Quem são os perennials?

A classificação social por gerações tem sido utilizada pelos pesquisadores e historiadores há muito tempo. Através dessa classificação é feita a identificação de períodos históricos, mudanças sociais, inovações tecnológicas e outros aspectos que ajudam a compreender o processo de desenvolvimento e de evolução da sociedade e do mundo.

Embora essas classificações possam ter pequenas diferenças entre si de acordo os pesquisadores e institutos de estudo escolhidos, alguns recortes geracionais são bem conhecidos. São eles:

  • Baby Boomers: pessoas nascidas entre 1945 e 1964
  • Geração X: pessoas nascidas entre 1965 e 1981; 
  • Millennials ou geração Y: pessoas nascidas entre 1982 e 2000;
  • Geração Z: pessoas nascidas depois do ano 2000.

E onde estão os perennials? Pois bem, os perennials não são exatamente uma geração definida pelos pesquisadores. O termo foi utilizado pela primeira vez em 2016 pela autora Gina Pell, em um artigo para definir “as pessoas que não têm idade”. Ou seja, pessoas que não se encaixam nos aspectos de apenas uma geração.

Também conhecidos como Ageless Generation (Geração Sem Idade), os perennials são pessoas de qualquer idade e cujo estilo de vida traz hábitos e características de diferentes gerações. Vale ressaltar que, apesar de não serem definidos por uma idade específica, é comum que muitos perennials tenham 55 anos ou mais. 

Principais características dos perennials

Os perennials se definem como “pessoas sempre florescentes e relevantes, de todas as idades, que vivem no presente, sabem o que está acontecendo no mundo, se mantêm atualizados com a tecnologia e têm amigos de todas as idades”

Sendo assim, esse grupo se mantém ativo e envolvido na sociedade, utilizando de ferramentas atuais para permanecer atualizado e com uma mentalidade global de inclusão e diversidade, sem qualquer definição de demografia ou qualquer outro padrão.

É claro que como qualquer outro grupo social, os perennials também apresentam gostos e hábitos de consumo próprios. O interesse de acordo com uma faixa etária, algo que é muito utilizado em pesquisas de público-alvo, por exemplo, não funciona com esse grupo. Eles apresentam tendências de consumo alinhadas a diferentes idades.

Também é característica dos perennials valorizar o conforto no dia a dia, assim como as facilidades tecnológicas e os conteúdos informativos. Para esse segmento social, o que importa é manter sempre uma mentalidade contemporânea e estar atualizado com as principais questões sociais do momento.

As vantagens de contratar perennials

Os millennials estão sempre na mira das empresas, especialmente quando o assunto é a contratação de novos talentos e uma mão de obra especializada. Porém, não são só os millenials que merecem destaque no mercado de trabalho. Os perennials também são profissionais essenciais para qualquer empresa.

Um dos principais motivos do interesse das empresas neste grupo é a identificação de que classificar as pessoas apenas com base em faixas etárias é algo muito limitante. Dentro do universo corporativo, essa segregação fundamentada em idade cria uma tensão desnecessária entre pessoas de gerações diferentes, além de limitar oportunidades de contratação de bons profissionais para as próprias empresas.

As organizações mais engajadas sabem que é importante analisar e criar novas percepções sobre as necessidades e expectativas dos profissionais no mercado de trabalho. Com base nessas percepções, as empresas têm a oportunidade de projetar e implementar estratégias e programas para contratações mais direcionadas aos atributos individuais dos profissionais. 

Essa personalização permite que os colaboradores maximizem sua contribuição no trabalho, extraiam significado aprimorado em suas carreiras e se alinhem melhor com o propósito da empresa. Os perennials, por exemplo, tendem a ser profissionais mais experientes. E essa força de trabalho madura é um ótimo ponto de equilíbrio para qualquer equipe. 

Além disso, como os perennials são pessoas atualizadas e ligadas à tecnologia, qualquer adaptação a processos automatizados e ao uso de ferramentas tecnológicas não é um problema para eles. 

O senso de ousadia e renovação desse grupo também é visto como inspirador em qualquer empresa. Por isso, os perennials são profissionais que contribuem para o aprimoramento de qualquer organização, especialmente estimulando outros profissionais a se manterem atemporais e sempre atualizados.

Como atrair esses profissionais para a sua empresa?

Como já dito, as empresas mais atentas às tendências do mercado de trabalho sabem que a contratação de perennials é importante. Contar com esses profissionais entusiastas e curiosos traz diversas vantagens para as equipes, por isso é importante saber como atraí-los para a sua empresa.

Entre as dicas, destacamos:

Ofereça opção de trabalho flexível e remoto

Contratos de trabalho flexíveis, cronogramas adaptáveis ​​e opções de trabalho remoto não são populares apenas entre os millennials. Eles também são extremamente atrativos para os perennials.

Sendo assim, a oferta de benefícios desse tipo mostra aos perennials que a empresa sabe valorizar seus profissionais, permitindo que eles ajustem seu estilo de vida para se adequar ao ambiente de trabalho e vice-versa. 

A flexibilidade também torna mais fácil para os colaboradores se manterem engajados e produtivos. Vale ressaltar, ainda, que este é um benefícios que atrai diversos estilos de profissionais, não só os perennials.

Crie espaços para mentorias

Por serem muito experientes, os perennials são profissionais com um conhecimento profundo e experiências de trabalho que devem ser compartilhadas com todos. E para dividir essa riqueza de conhecimento com outros funcionários, o ideal é que a empresa crie uma infraestrutura ideal para isso.

Os gestores podem implementar espaços e processos que permitam aos perennials compartilhar sua experiência com outros profissionais da equipe, a fim de criar formas de trabalho mais colaborativas.

Uma boa opção de espaços de compartilhamento é a criação de workshops sobre temas variados e convide os profissionais experientes em cada assunto para comandarem as apresentações.

Permitir o compartilhamento de conhecimento e experiências também cria uma grande oportunidade para os membros de equipe diferentes se relacionarem, aprenderem uns com os outros e criarem um bom networking interno.

Ofereça bons benefícios de saúde

Os benefícios voltados para a saúde são atrativos para qualquer pessoa, ainda mais para os perennials, que tendem a cuidar mais da saúde. Há diversas opções que podem ser implementadas, desde uma ergonomia adequada no ambiente de trabalho até planos de saúde que atendam às reais necessidades dos colaboradores.

Lembre-se que condições de trabalho flexíveis também contribuem para um ambiente de trabalho saudável para todos os funcionários.

Ofereça treinamentos

O treinamento é um componente crucial quando se trata de garantir que os perennials sejam sempre produtivos, afinal, mesmo que eles se mantenham sempre atualizados, é função da empresa promover modernizações em suas funções de seus colaboradores.

Cabe aos gestores prever exatamente quais habilidades devem ser desenvolvidas em seus colaboradores perennials, e fornecer métodos de treinamento que correspondam aos estilos de aprendizagem e às necessidades dos mesmos. 

Não existe apenas um método de treinamento abrangente que funcione, por isso o importante é dedicar um tempo para conhecer os interesses dos funcionários e responder adequadamente a essas demandas para oferecer oportunidades de desenvolvimento de carreira.

É importante ressaltar que, muitas vezes, os perennials já estão dentro da organização. A BMW, por exemplo, é uma empresa que percebeu que boa parte dos seus trabalhadores em uma fábrica alemã se encaixavam nessa classificação. A partir daí, a montadora reformulou sua unidade de produção para acomodar os trabalhadores, adotando práticas como a instalação de assentos ergonômicos e pisos mais macios, ampliando os computadores e fornecendo equipamentos mais sustentáveis. 

O resultado desse investimento foi extremamente positivo: a produtividade aumentou e o absenteísmo despencou.

Agora que você sabe como os colaboradores perennials podem fazer uma grande diferença positiva em sua empresa, utilize de suas melhores estratégias e ferramentas para atrair esses profissionais talentosos, a fim de criar uma equipe mais experiente e versátil. 

Gostou deste conteúdo? Então aproveite para nos seguir no Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn. Em nossas redes sociais você encontra mais conteúdos como esse artigo, além de diversas dicas e informações relevantes sobre o mercado corporativo. Acesse e compartilhe com mais pessoas!