ENEM 2021 terá método seriado inédito para os estudantes

O Enem 2021 vai trazer uma novidade para os estudantes brasileiros. Após o primeiro ano de realização do Enem digital, o Enem 2021 deverá ter a modalidade seriada também. Saiba como irá funcionar.

No ano passado várias mudanças aconteceram para os estudantes brasileiros, o que não será diferente em 2021.

Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília.

O que é Enem 2021 seriado?

Trata-se de uma modalidade praticamente nova para os estudantes, sendo que algumas universidades já usam um modelo semelhante.

Na verdade, o Enem Seriado, irá avaliar os estudantes, aplicando uma prova que deverá acontecer ao final de cada ano do ensino médio.

Ao final das 3 provas é que a nota do estudante é gerada. Ela será a somatória das três notas e poderá ser usada para ingresso em programas como o Programa Universidade para Todos e o Fundo de Financiamento Estudantil.

Serão beneficiados com essa modalidade, os estudantes da rede pública e particular e será totalmente de modo digital.

O Enem Seriado é a reformulação de uma prova já existente.

O Sistema de Avaliação da Educação Básica (Seab acontece hoje para o 2º, 5º e 9º ano do ensino fundamental, e para o 3º ano do ensino médio. A prova avalia apenas língua portuguesa e matemática).

Entretanto, com a mudança, os estudantes devem ser avaliados a cada ano apenas nos assuntos que foram estudados naquele ano. Eles não responderão mais a uma única prova com todo o conteúdo do ensino médio, como acontece atualmente.

Por que realizar o Enem 2021 seriado?

A intenção do Exame Nacional do Ensino Médio é disponibilizar mais uma forma de ingresso ao ensino superior.

Lembrando que a nota do Enem seriado poderá ser usada no Prouni e Fies. Sendo que em breve será aceita pelo SISU, o que vai depender das instituições de ensino, elas decidirão se vão aderir ou não a essa modalidade.

Será possível a participação no Enem Seriado e no Enem 2021

“O aluno que fizer o Enem seriado em 2021 também pode fazer o Enem regular. As duas provas não serão na mesma data, para que o aluno possa concorrer a uma vaga por meio dos dois processos seletivos”, disse o coordenador-geral de exames para certificação do Inep, Eduardo Carvalho Sousa.

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil