7 dicas para mudar de casa em 2021

Começar um novo ano fazendo planos é sempre estimulante. E para quem planeja mudar de casa em 2021, algumas dicas são essenciais para garantir a decisão mais apropriada. Por se tratar do “ano pós pandemia”, 2021 traz ainda mais questionamentos, em especial sobre se vale a pena ou não realizar uma mudança.

Para acertar na escolha e garantir a segurança na hora de mudar de casa, o primeiro passo é realizar uma boa pesquisa para entender as tendências do mercado imobiliário em 2021. Fazer um levantamento prévio de informações sobre o setor é fundamental, principalmente para conferir as melhores referências sobre o assunto.

Entre as principais dicas para se atentar antes de mudar de casa em 2021, destacamos as seguintes:

  • Faça um bom planejamento;
  • Contrate ajuda especializada;
  • Confira as tendências;
  • Cuide da higiene e segurança;
  • Pratique o desapego;
  • Não deixe pendências para trás;
  • Confira tudo antes da mudança.

Neste artigo, que é uma parceria entre a Yuca e o Xerpay, você confere os detalhes de cada um desses tópicos selecionados. Com essas dicas, esperamos contribuir na construção do seu plano de mudança de residência em 2021.

Boa leitura!

Avaliando o cenário para mudar de casa em 2021

A pandemia de Covid-19 trouxe diversas inseguranças para diferentes setores em 2020, e isso inclui o mercado imobiliário. O que começou como um bom ano para o mercado imobiliário e para a economia, logo foi prejudicado pela pandemia global acompanhada por uma grande recessão econômica.

As mudanças do mercado imobiliário foram desde reajustes de valores das moradias, até a procura por lugares que comportassem em um mesmo lugar um novo estilo de vida: moradia + trabalho + lazer. Por isso, para entender as tendências esperadas no setor imobiliário em 2021, é essencial entender o cenário atual e avaliar se uma mudança nesse período vale a pena.

Como resultado das alterações vividas pela  sociedade no último ano, muitas pessoas estão procurando moradias para dividir com outras pessoas. Isso acontece especialmente com quem passou o período de quarentena morando sozinho e sentiu o peso do isolamento social de uma forma ainda mais intensa.

Em relação à esfera econômica, segundo informações da Agência Brasil, o Produto Interno Bruto (PIB) do país terá um encolhimento de 5,52% em 2020. Isso mostra como o impacto financeiro tem sido gigante na economia brasileira. Entretanto, para 2021 a previsão é um pouco melhor, com um aumento de 3,50% no PIB.

Além disso, o setor imobiliário também passou por adaptações para manter as negociações, especialmente ao adotar ferramentas de atendimento online. Essas adaptações vieram para ficar, o que garante a estabilidade, e mais uma ferramenta de venda para esse mercado.

Sendo assim, apesar dos contratempos, 2021 tende a ser um bom ano para realizar uma mudança de casa, especialmente para quem deseja compartilhar uma residência com mais pessoas e, consequentemente, diminuir as despesas mensais. 

Com a procura por imóveis continuado em alta, a projeção é que o mercado continue aquecido e trazendo diversas oportunidades para quem deseja mudar de casa em 2021.

Dicas para acertar na mudança de casa em 2021

 Considerando as boas oportunidades esperadas para o setor imobiliário no próximo ano, selecionamos algumas dicas que podem ajudar no momento de mudar de casa em 2021. São elas:

1. Faça um bom planejamento

Assim como qualquer outra decisão importante, o ideal é começar com um planejamento detalhado da mudança. Neste quesito, é importante avaliar todo orçamento disponível para as despesas com o novo lar.

Outros pontos a serem analisados são questões como logística, preferências, ambiente, etc. Dentro de um bom planejamento, vale ainda cotar o custo da mudança com diferentes empresas, organizar procedimentos de limpeza, seguros e até mesmo eventuais reformas. 

Sabendo tudo o que precisa ser feito e quais são os custos de todos os serviços envolvidos na mudança, a chance de passar por surpresas desagradáveis em algum momento do processo de mudar de casa é praticamente nulo.

2. Contrate ajuda especializada

Como já dito, muitas pessoas estão procurando compartilhar uma residência nesse período pós pandemia. Com isso, é interessante procurar empresas que são especializadas nesse assunto.

Em São Paulo, a Yuca trabalha com apartamentos compartilhados, que são reformados, mobiliados e decorados, nos melhores bairros com ótimo custo-benefício na cidade.

Além de ser uma opção de plataforma já especializada em moradias compartilhadas, a empresa oferece um atendimento totalmente online, o que é ideal tanto para facilitar todo o processo quanto para manter as regras de segurança enquanto nem todo mundo estará vacinado contra a Covid-19.

Como ótima vantagem, a empresa está oferecendo as contas e serviços já inclusos no pacote mensal, para incentivar as pessoas a já começarem o ano com o apartamento novo garantido, a Yuca está oferecendo também o aluguel de dezembro e janeiro de graça para quem fechar um contrato de 12 meses e se mudar até janeiro.

3. Confira as tendências

Para fazer uma boa escolha na hora de mudar de casa em 2021, o ideal é olhar as tendências do mercado imobiliário para o próximo ano. Além da tendência do compartilhamento de residências, outro ponto bastante ressaltado pelo isolamento social é a busca por espaços que trazem a natureza para dentro do lar.

Com isso, lugares que contam com um bom espaço ao ar livre ou que possibilitam a manutenção de plantas, hortas, entre outros, têm sido extremamente valorizados.

Outro ponto que atualmente é muito importante, é a existência de um espaço de trabalho confortável, uma vez que o home office veio para ficar em muitas empresas. O trabalho remoto já era comum, mas agora é a grande tendência para os próximos anos. De acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o modelo de trabalho home office deve crescer até 30% após a pandemia, continuando em alta em 2021.

Assim, é bem interessante pensar nas necessidades que o chamado “novo normal” traz para o ambiente de casa, e escolher opções que atendam a essas necessidades.

4. Cuide da higiene e segurança

Os hábitos de higiene e segurança adquiridos durante a pandemia de Covid-19 vieram para ficar, inclusive porque uma vacinação completa do país ainda deve demorar. Sendo assim, as mesmas regras ainda serão válidas para mudar de casa em 2021.

O uso de máscaras de proteção e a higienização constante das mãos continuam, assim como uma grande higienização do ambiente antes de se mudar. Vale ressaltar que a higienização seguindo os protocolos da Organização Mundial de Saúde vai um pouco além da famosa limpeza antes de entrar em uma nova moradia. Portanto, fique atento para seguir tudo à risca.

5. Pratique o desapego

Praticar o desapego antes da mudança é essencial para facilitar todo o processo. Basicamente, isso significa deixar para trás tudo o que não tem mais serventia ou não combina/cabe/faz sentido na nova casa.

Aproveite para se livrar de tudo o que não tem mais utilidade, seja um móvel velho, roupas que não são utilizadas ou qualquer coisa que só serve para ocupar espaço. Neste ponto, além de contribuir para o novo lar, é possível que você consiga reduzir os custos da mudança, especialmente com as empresas de transporte.

Use o momento para realizar doações, ou organizar um bazar (que pode inclusive ser virtual) para conseguir um dinheiro extra. Esse dinheiro pode ajudar na própria mudança.

6. Não deixe pendências para trás

Há diversas pendências que podem ser deixadas para trás durante uma mudança, e que sempre acabam causando dor de cabeça depois. Entre as mais comuns estão as obrigações contratuais com a antiga residência e a mudança de serviços de um endereço para outro.

Para evitar maiores problemas, não esqueça de enviar o aviso prévio da mudança para a empresa responsável pela sua atual moradia. Também é essencial avisar as empresas de serviços que você utiliza sobre a mudança de endereço. Assim, não corre o risco de você ficar sem serviços como internet, energia e telefone porque esqueceu de realizar a mudança dos mesmos junto com a de suas outras coisas.

7. Confira tudo antes da mudança

Não há melhor momento para fazer uma inspeção completa de sua nova casa do que antes da mudança. Portanto, antes de arrumar os móveis e desembalar seus pertences, dê uma olhada ao redor e confira tudo. Entre outras coisas que você não pode deixar de avaliar estão:

  • tudo o que era para ser incluído no imóvel está presente no mesmo?
  • tudo está funcionando bem, incluindo tomadas, interruptores e acessórios?
  • em caso de reparos previamente solicitados e acordados, eles foram feitos?

Se você encontrar algum problema, converse com a empresa responsável pelo seu contrato. Além disso, no dia da mudança, verifique se serviços como eletricidade, gás, água, aquecimento, resfriamento, telefone e internet já estão funcionando. Nada pior do que tomar um banho gelado no primeiro dia na moradia nova por falta de comunicação.

Essas dicas fazem a diferença para facilitar o processo de mudança de casa, mas vale sempre ressaltar que o importante é que você sinta que todas as suas necessidades serão atendidas no novo lar. Outro ponto é que quando a moradia é compartilhada, seja com amigos ou familiares, todos esses processos também podem ser compartilhados e facilitados.

Gostou de nossas dicas de como mudar de casa em 2021? Curtiu conhecer a Yuca? Ela é uma plataforma que pode ajudar muito nas dicas que levantamos para acertar na mudança de casa em 2021, já que todas as contas já estão inclusas na mensalidade, os apartamentos já são mobiliados e decorados, o contrato é flexível e sem burocracias, há plantas na sala, espaço para home office, entre outras facilidades. E além de tudo isso, a promoção de fim de ano da Yuca é super interessante, ainda mais num momento como esse. Comente no blog como você tem planejado a sua mudança para o próximo ano. Aproveite também para compartilhar esse conteúdo com outras pessoas.

E, claro, siga o Xerpay nas redes sociais Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn, e fique por dentro dos melhores conteúdos sobre RH, gestão e finanças.