Mariana Miné assume cargo mais alto da Confederação de Rugby

A administradora de empresas Mariana Miné é a nova chefe executiva (CEO, sigla em inglês) da Confederação Brasileira de Rugby (CBRu). Primeira mulher a assumir o cargo, ela toma posse na próxima quinta-feira (17) no lugar de Jean-Luc Jadoul, que ocupou o posto por um ano e três meses.

“É um orgulho poder contribuir para o crescimento do rugby no Brasil, um esporte fundamentado em valores tão fortes e que pode contribuir muito para a formação de um Brasil melhor”, comentou a nova CEO da CBRu, em comunicado à imprensa divulgado pela entidade nesta terça-feira (15).

Graduada na Fundação Getúlio Vargas (FGV), Mariana tem passagens por grandes empresas comerciais, além de ser fundadora e chefe executiva de um empreendimento no ramo de alimentos para animais de estimação. Ela foi selecionada em um processo conduzido por um comitê de seis conselheiros – entre eles, Marjorie Enya, ex-gerente da seleção feminina de rugby e primeira brasileira a integrar o Conselho da World Rugby, federação internacional da modalidade.

O rugby brasileiro terminou a temporada 2020 com bons resultados nas competições de sevens – formato olímpico da modalidade, com sete jogadores de cada lado e partidas mais curtas. As Yaras (equipe feminina) confirmaram a supremacia regional ao levarem o título sul-americano pela 18ª vez. Os Tupis (time masculino) ficaram com o vice continental, em campanha marcada por uma vitória histórica e inédita, na primeira fase, sobre a campeã e favorita Argentina.

A seleção feminina, com o título sul-americano de 2019, tem vaga garantida na Olimpíada de Tóquio (Japão) em 2021. A masculina disputará uma repescagem mundial no ano que vem, em data que ainda será confirmada.

Fonte Agência Brasil – Por Lincoln Chaves