O contador pode atuar em um procedimento arbitral?

O procedimento arbitral cada vez mais tem necessitado de árbitros que tenham conhecimento técnico da matéria, fato este agravado pelo congestionamento do Poder Judiciário.

A economia atual exige cada vez mais modernização na dinâmica das relações comerciais, requerendo não apenas uma atualização da legislação em vigor, mas, um método de resolução de litígios rápido, de alta qualidade e eficaz, uma vez que os conflitos globais não podem esperar por disputas judiciais por anos.

A arbitragem, após a promulgação da Lei 9.307/96 trouxe o método de resolução de conflitos que, aliado à capacidade de responder com celeridade à urgência das disputas e a obrigatoriedade de confidencialidade das relações comerciais, surge como uma importante ferramenta para agilizar, entre outros, a resolução de disputas em sociedades por quotas de responsabilidade limitada.

O contador pode perfeitamente atuar, desde que seja de confiança das partes divergentes, pois detém o conhecimento técnico necessário.

O Código Civil brasileiro apresenta mudanças significativas na legislação, especialmente no que se refere à sociedade (por quota) de responsabilidade limitada, renomeada para sociedade limitada.

Uma das mudanças no novo Código Civil é a substancial flexibilidade no tocante à exclusão de membros da sociedade limitada, como a exclusão do quotista inadimplente; exclusão extrajudicial, através de alteração contratual; exclusão judicial, a pedido dos demais quotistas; e exclusão de pleno direito, caso o quotista tenha sido declarado falido ou tido sua quota denunciada por execução judicial.

Designed by @pressfoto / freepik
Designed by @pressfoto / freepik

A existência de uma cláusula compromissória nos contratos sociais das sociedades limitadas para que as partes submetam à arbitragem qualquer disputa que envolva apuração de haveres de sócios, prestações de contas e questões comerciais, permite que se obtenha celeridade nas disputas, somada à necessidade de preservar a confidencialidade.

Neste contexto, o contador tem função essencial como árbitro e solucionador de questões extrajudiciais.

Por esta razão devemos propagar a necessidade de incluir nos contratos sociais uma cláusula compromissória específica em que as partes abram mão do procedimento judicial para um arbitral, que pode ser também solucionado pela mediação ou conciliação

A exclusão de sócio pode ser resolvida sem a necessidade de recorrer ao poder judiciário, garantindo a resolução de conflitos de forma moderna, eficiente e rápida, além de assegurar a confidencialidade e a manutenção das atividades da empresa. 

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Por: Jarbas Barsanti, Perito judicial na área econômico-contábil, sócio fundador da Corte Arbitral do RJ, Membro da Comissão de Perícias do CRC-RJ e Presidente da APJERJ