Como calcular o Fator R do Simples Nacional?

Você sabe o que é Simples Nacional e como calcular o Fator R deste regime? Acompanhe nossa matéria que vamos explicar a seguir como é feito o cálculo do Fator R e descobrir também como pagar menos impostos. 

A princípio é necessário ter o valor total da folha de pagamento da sua empresa e a receita bruta, os dois precisa ser dos 12 últimos meses do período de apuração. 

Cálculo do Fator R 

Esta base de cálculo do Fator R está determinada no § 24 da lei complementar 123/2006:

§ 24.  Para efeito de aplicação do § 5o-K, considera-se folha de salários, incluídos encargos, o montante pago, nos doze meses anteriores ao período de apuração, a título de remunerações a pessoas físicas decorrentes do trabalho, acrescido do montante efetivamente recolhido a título de contribuição patronal previdenciária e FGTS, incluídas as retiradas de pró-labore.

Além disso, a lei complementar, no §26, com a seguinte orientação:

§ 26.  Não são considerados, para efeito do disposto no § 24, valores pagos a título de aluguéis e de distribuição de lucros.

Esclarecido isso, veja a fórmula de cálculo do Fator R, ressaltando que sempre será o valor referente aos últimos 12 meses do mesmo período a ser apurado: 

  • Fator R = massa salarial / receita bruta

Neste é importante considerar também as regras que estão descritas na resolução CGSN n° 140/2018, que dispõe sobre o Simples Nacional: 

  • se a massa salarial for maior que 0 (zero) e a receita bruta igual a 0 (zero), o Fator R será igual a 0,28, ou 28%;
  • se a massa salarial for igual a 0 (zero) e a receita bruta maior do que 0 (zero), o Fator R será igual a 0,01, ou 1%;
  • se a massa salarial e a receita bruta forem maiores que 0 (zero), o Fator R corresponderá à divisão entre um valor e outro dos últimos 12 meses. 

Como calcular o fator R do Anexo III? 

Tendo a fórmula em mãos é fácil descobrir se a tributação da sua empresa se enquadra no Anexo III e para isso o resultado deve ser igual ou superior a 28%.

Veja! 

Fator R = massa salarial / receita bruta

Fator R = R$ 11.200,00 / R$ 40.000,00

Fator R = 0,28 ou 28%

É importante lembrar que  mesmo se a atividade exercida faça parte do Anexo V, é possível aplicar as alíquotas do Anexo III e assim pagar menos impostos. 

Como calcular o fator R do Anexo V? 

As atividades que pertence ao Anexo V o cálculo ocorre da mesma maneira, portanto enquadram-se nessas alíquotas resultados inferiores a 28%.

simples nacional
Simples Nacional

Veja um exemplo: 

Fator R = massa salarial / receita bruta

Fator R = R$ 22.000,00 / 100.000,00

Fator R = 0,22 ou 22%

Como calcular o fator R de uma empresa nova? 

Agora que você já entende que o Fator R é calculado sobre valores dos últimos 12 meses de apuração, vamos para outro ponto importante, quando a empresa está no início de suas atividades o que deve considerar? 

Esta conta pode ser feita apenas dividindo o valor da folha de salários pelo faturamento bruto, sendo assim a fórmula ficará da seguinte maneira: 

Fator “r” = FSPA/RPA

Se o negócio tiver menos de 13 meses de abertura, o Fator R será proporcional, mesmo que essa tenha apenas um mês de existência.

Veja! 

Fator R = 

  • Soma das folhas de pagamento anteriores ao período apurado
  • soma da receita bruta anterior ao período apurado.

Como calcular o fator R da folha de pagamento? 

Se tratando da folha de pagamento é importante deixar claro que é necessário estar atento no que deve considerar na hora de determinar esse valor.

Acompanhe! 

Como já mencionamos acima para aplicar a fórmula do Fator R é necessário ter a soma de todos os custos referente ao pagamento de mão-de-obra remunerada à pessoa física nos últimos 12 meses a serem apurados. 

Portanto, entrará na conta valores referentes à: 

  • Salários;
  • 13º salário;
  • Retiradas de pró-labore;
  • INSS (Instituto Nacional do Seguro Social); 
  • FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço).

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Por Laís Oliveira