Renda Cidadã é cancelada pelo governo e Bolsa Família poderá ser turbinado

O Governo Federal admitiu que não irá implantar mais o novo programa social Renda Cidadã. A intenção é focar no Bolsa Família no ano que vem.

O auxílio emergencial chegará ao fim em dezembro, sendo assim, o orçamento para o programa social será reajustado e deverá incluir mais 1 milhão de famílias.

bolsa familia

O Bolsa Família, no momento, conta com mais de 14 milhões de famílias beneficiárias que estão em situação de pobreza ou extrema pobreza. Durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2003, surgiu programa, que segue até hoje, ajudando várias famílias.

Desistência do Renda Cidadã

O Renda Cidadã recebeu várias criticas por não ter uma definição dos recursos que seriam utilizados para o financiamento.

No começou, o ministro da Economia, Paulo Guedes defendia, a extinção de programas sociais, como o abono salarial. por outro lado, o senador Márcio Bittar, relator da PEC emergencial, sugeriu usar uma parte do Fundeb e os precatórios.

Essas sugestões, não agradaram o presidente Jair Bolsonaro. Mas, Ele pretende ampliar o financiamento do Bolsa Família e o número de inscritos.

O Ministério da Cidadania informou que antes da pandemia havia 1,6 milhão de famílias aguardando assistência financeira, sendo que 1,2 milhão foram incluídas no Bolsa Família e as outras 400 mil passaram a receber o auxílio emergencial.

Edição por Jorgr Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil