Descubra como iniciar uma carreira ainda na faculdade

Diferentemente do que parte dos profissionais pensa, uma carreira de sucesso pode e deve começar na faculdade! Afinal, trata-se de um período importante, com uma duração considerável, que deve ser melhor aproveitado para te preparar para a vida profissional.

Você pode ser um aluno muito focado e que senta na primeira fileira ou aquele que é mais desconectado, preferindo aproveitar essa etapa da vida para fazer amizades.

Independente do seu perfil, é importante lembrar que a faculdade não é uma fase na qual só terá que estudar, fazer trabalhos e passar nas provas. É importante aproveitar esse período para se preparar para o mercado de trabalho. Por isso, você deve direcionar a atenção para alguns fatores que irão te ajudar nesse caminho.

Esse é um assunto que considero interessante abordar porque foi algo que eu sofri na pele. Passei os quatro anos de faculdade sem me preocupar, efetivamente, com a preparação da minha carreira.

Na época, eu fazia muitos projetos como freelancer em programação, desenvolvendo software para as empresas. Ficar muito preso nessas atividades fez com que eu não aproveitasse meu tempo para aperfeiçoar outras habilidades.

Durante toda a faculdade, por exemplo, eu fazia tudo sozinho, inclusive os trabalhos, o que interferiu diretamente na minha competência para trabalhar em equipe. E isso, claramente, me atrapalhou ao ter que desenvolver as atividades no meu primeiro estágio.

Você entende como as experiências da faculdade são importantes para não encontrar surpresas negativas ao entrar em um emprego? Para não desperdiçar os seus anos na faculdade, separe papel e caneta e anote as dicas que apresentarei a partir de agora.

Aproveite os recursos que a faculdade oferece

As faculdades costumam realizar palestras, workshops e, até mesmo, feiras de emprego nas quais você tem a oportunidade de conversar com profissionais da área.

Essas experiências são importantes para entender melhor o seu caminho profissional e tirar dúvidas sobre as empresas ou áreas de negócio nas quais está querendo trabalhar.

Naturalmente, você pode interpretar essas atividades como algo desnecessário, fazendo com que se afaste dessas vivências que, na realidade, podem ajudar. Afinal, podem ser o primeiro passo para começar a construir networking.

Quem sabe em uma feira assim você encontra o dono ou gerente de uma empresa que pode te oferecer uma oportunidade de emprego? Se perceber esses momentos extras da faculdade como algo chato ou que não têm tanta relevância, você pode perder essas chances.

Eu sei que, talvez, a sua faculdade não ofereça isso por ser menor e não ter estrutura para proporcionar esses eventos, mas existem outras faculdades que oferecem esse tipo de experiência frequentemente.

Eu lembro de ter ido em, pelo menos, duas feiras em universidades grandes, como USP e UNICAMP, por serem abertas aos demais estudantes. Foram experiências extremamente importantes para a minha carreira, pois foi onde conheci a empresa na qual faria estágio e construiria toda a minha carreira na área de tecnologia.

Então, lembre-se: procure esse tipo de oportunidade em cidades próximas se necessário e garanta que não deixará passar a chance de participar!

Aproveite ao máximo cada oportunidade de trabalho

A ideia é reconhecer que está usufruindo, da melhor forma, da vaga conquistada. E quando o assunto são as experiências profissionais no início de carreira, você não precisa filtrar muito porque todas são bem-vindas!

Você pode se dedicar a trabalhos temporários, por exemplo, que abrem em determinada época do ano por conta da necessidade de suprir a demanda nos comércios.

Outra possibilidade são os trabalhos não-remunerados. Às vezes dedicar um pouco do seu tempo e esforço em um estágio no qual não irá receber, a princípio, pode ser o suficiente para desenvolver relacionamentos que criarão várias oportunidades depois.

A gente tem muito essa crença de que só tem que trabalhar se receber, mas não é bem assim! Em determinados momentos é preciso plantar um pouco para colher lá na frente. Geralmente, quem tem essa mentalidade segue uma vida muito mais feliz porque os resultados colhidos são maiores.

Além disso, existem outras oportunidades como estágios normais e trabalhos voluntários em instituições para ajudar o próximo ou a sua comunidade.

Mas por que todas essas oportunidades são importantes? Porque a faculdade não vai te desenvolver competências e habilidades fundamentais para o mercado de trabalho. Não adianta ter conhecimento técnico e ser arrogante com as pessoas. Não adianta conseguir fazer um relatório, mas não saber ensinar o colega.

São detalhes que só serão construídos se tiver experiência! Pode até ser que a universidade proporcione isso na realização de algum projeto, que simule uma situação profissional, mas nada como um ambiente de trabalho de verdade para ensinar.

Ver os conflitos no dia a dia e perceber como lidar com cada situação formará o seu caráter como profissional. Por isso, a minha dica é aproveitar ao máximo as oportunidades que puder no período da faculdade.

Crie suas próprias oportunidades de trabalho

Já se você não enxergar essas possibilidades de trabalho ou, até mesmo, não estiver a fim de seguir esse caminho, é possível construir sua própria experiência. Isso já vai te garantir o desenvolvimento dessas habilidades!

Hoje em dia, com a Internet, é muito fácil, por exemplo, tirar foto e vender em um site ou disponibilizar em banco de imagens. Você pode trabalhar, de repente, como social media, gerenciando as publicações e o conteúdo de uma pessoa ou empresa nas mídias sociais. Ou, talvez, ser responsável pelo gerenciamento de tráfego de um cliente, controlando os anúncios em redes sociais.

São tarefas simples de aprender atualmente, uma vez que no YouTube você encontra uma infinidade de informações, aulas e materiais explicando como fazer. Se você se identificar com essas áreas, por que não construir uma pequena carreira nesse sentido? Isso, obviamente, vai te preparar lá para frente. Então, depende só um pouco de analisar o que gosta de fazer.

Você gosta de escrever? Talvez valha a pena criar um blog ou escrever/vender artigos para uma empresa. Se gosta de fotografia, é possível trabalhar nessa área. A sua “praia” é tecnologia e programação? Que tal desenvolver softwares ou construir seu próprio e vender para empresas? Existem diferentes possibilidades sem que precise ter anos de experiência para trabalhar com isso!

Se a gente pensar no Mark Zuckerberg, ele começou o Facebook dessa forma: aliando-se a amigos da faculdade para codificar um site que comparava as fotos dos alunos de Harvard, com o objetivo de que as pessoas votassem em quem era mais atraente.

Ficou mais claro como, de repente, uma pequena atividade que desenvolve na época de faculdade pode ganhar uma proporção que nunca imaginou? Esse momento pode, obviamente, não só preparar você para o início da carreira, mas, também, defini-la para o resto da vida. Isso é bem legal!

Você pode não ficar dependendo do mercado de trabalho caótico, sempre oscilando entre emprego e desemprego, para sobreviver. Já pensou sair da faculdade com uma empresa e carreira sólidas? Isso é, talvez, o sonho de qualquer um.

_

Sobre o autor
Allan Lopes é  Coaching Sistêmico, membro da Internacional Coach Federation, Master Practitioner em PNL e especialista em gestão de performance e em processos de mentoring e coaching aplicados ao ambiente corporativo. Sócio da Soar Desenvolvimento Humano e responsável pela área de Consultoria em Recursos Humanos.